SODEXO CARTÕES
SAFRA PAY
FDC - FACULDADE
JUSTIÇA

Nelma Kodama vira ré por falso testemunho

Segundo o MPF, a doleira fez declarações, em 2015, que não se confirmaram ou estão sob suspeita

20/09/2019 15h25Atualizado há 2 meses
Por: Silvan Magalhães
Fonte: Folha
81
Nelma Kodama - Jefferson Coppola/VEJA
Nelma Kodama - Jefferson Coppola/VEJA

A doleira Nelma Kodama se tornou ré, no mês passado, sob acusação de falso testemunho em um inquérito relacionado à Lava Jato, diz a Folha.

Segundo o MPF, a doleira fez declarações, em 2015, que não se confirmaram ou estão sob suspeita — isso aconteceu no âmbito de um inquérito que apurava a suspeita de que um grupo de delegados e advogados teria produzido um dossiê contra a Lava Jato

O inquérito acabou sendo arquivado, por falta de provas, em 2017.

A denúncia apresentada pela procuradora da República Yara da Silva Sprada foi aceita pelo juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, no dia 14 de agosto.

Nelma Kodama foi presa com 200 mil euros no Aeroporto de Guarulhos, em 2014. Ela  ganhou notoriedade ao cantar um trecho da música  “Amada Amante”, de Roberto Carlos, durante um depoimento à CPI da Petrobras, em 2015, ao falar de sua relação com Alberto Yousseff.

Em julho, a doleira postou nas redes sociais uma foto em que aparecia usando tornozeleira eletrônica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias