SAFRA PAY
FDC - FACULDADE
SODEXO CARTÕES
JUSTIÇA

Acusada de calúnia contra Marielle, desembargadora do RJ vira ré

Ela é acusada de calúnia por ter atribuído à vereadora morta a participação em uma organização criminosa

07/08/2019 18h55Atualizado há 2 semanas
Por: Silvan Magalhães
Fonte: O Globo
56
Marília Castro Neves - Foto: Reprodução / Facebook
Marília Castro Neves - Foto: Reprodução / Facebook

Por unanimidade, a Corte Especial do STJ aceitou queixa-crime da família de Marielle Franco contra a desembargadora Marília Castro Neves, do TJ-RJ, informa O Globo.

Poucos dias depois do assassinato da vereadora do PSOL do Rio, em março do ano passado, Marília escreveu no Facebook que Marielle “estava engajada com bandidos” e “foi eleita pelo Comando Vermelho”.

Com isso, a desembargadora passou à condição de ré. Ela é acusada de calúnia por ter atribuído à vereadora morta a participação em uma organização criminosa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias